Browsing Tag

comportamento

Comportamento, Fashion

Imagem é tudo!

Postado por 21/12/2015

Se você é daquelas que ainda não acredita que “imagem é tudo”, sinto lhe informar, mas imagem é tudo! Pelo menos nos primeiros 30 segundos.

Quando ouvimos por aí a famosa expressão “a primeira impressão é a que fica”, tenha certeza, ele tem todo um fundamento.

Pois bem, desses 30 segundos iniciais, 7% é composto pelo o que dizemos, 38% pelo nosso gestual e 55% pelo forma como estamos vestidos.

Bom, agora que você que já sabe disso, não adianta ficar em casa vestida como uma gata borralheira, né?! Já dizia a saudosa, sábia e ícone de estilo, Diana Vreeland: “Se você anda mal arrumada dentro de casa, não espere estar bem vestida no sábado à noite”. Sábias palavras… Diana-Vreeland

Comportamento

Uma nova síndrome

Postado por 30/11/2015

Como se não bastassem todos os transtornos e fobias dos tempos atuais, eis que surge mais uma: F.O.D.A.

Sério, o nome é esse mesmo. Na verdade se trata de uma vertente do transtorno de ansiedade. E sua função é nos paralisar diante de diversas oportunidades de escolhas.

                         F.O.D.A = FEAR OF DOING ANYTHING OU MEDO DE FAZER QUALQUER COISA.

IMG_3850Sabe quando a gente se depara com tantas opções, que parece impossível escolher por apenas uma? A certeza absoluta de que não importa qual será a nossa decisão, mas vamos sair perdendo. E  é por conta desse impasse surreal, que muitas vezes a gente acaba desistindo. Lembrando que já passei por isso diversas vezes no Netflix…

IMG_3093

Brincadeiras à parte, a verdade é que hoje em dia, com a velocidade da informação e tantas oportunidades online, a internet meio que acabou se tornando responsável por aumentar e muito essas “fobias pós-modernas”. E o que teoricamente deveria ser um  benefício, acabou se tornando um mal eminente a nossa saúde mental.

Mas eu me pergunto: será que somos tão vulneráveis assim? Porque  da mesma forma que a gente aperta o botão de conectar, nada nos impede de apertar também o de desconectar. Dá até pra usar o mesmo dedo se quiser, né?

O problema é que tudo isso é bem mais complexo. Viciar-se em algo é comum na história da humanidade. A única diferença é que os tempos mudaram, e consequentemente os objetos também. Benditos smartphones, ipods, tablets…

Mas a gente ainda vai aprender. Precisamos! Ainda vamos usufruir e muito dos benefícios que essa ferramenta tão fantástica e indispensável nos dias de hoje, que é a internet, tem a nos oferecer. Porque pra quem sabe usar, ela não aprisiona. Pelo contrário, abre portas.

Comportamento, Por que não?

Coisas simples que podem mudar o seu dia

Postado por 30/11/2015
  • Tornar o divertimento uma prática semanal. Melhor! Por que não organizar um Day Spa com as amigas? Isto mesmo! Agende uma manicure,  pedicure, esteticista, outra massagista e prepare uns bons drinks. Imaginem só Imagine a farra?!
  • Silenciar os grupos de WhatsApp. Na verdade, acho que deveria existir um modo de sair à francesa, de todos eles. Grupos de academia, família, faculdade, trabalho, amigos… não, não da!
  • Investir em água aromatizada. Experimente acrescentar: rodelas de limão, laranja, raminhos de alecrim e rodelas de maçã. Juro, você não vai se arrepender!
  • Aprender definitivamente, a preparar um prato.
  • Tirar o sábado e fazer um tour pela rua do Lavradio. É ali onde se concentram os antiquários e bares mais charmosos da cidade do Rio de Janeiro. Vale a pena conferir.

IMG_7424

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pensamentos Soltos

Como se amar

Postado por 30/11/2015

3602443945f0991769eadaa455f872cb

Era sempre o mesmo discurso: – menina se ame.

Desde sempre eu percebi que era isso que me faria ser mais feliz, que me

daria as minhas melhores conquistas, meus melhores amores, meu melhor

sorriso.

Mas, eles só se esqueceram de me avisar como eu faria isso.

Foi então, que em busca dessa resposta, eu me deparei com a minha melhor

pergunta: E porque não se amar?

Porque tanto questionamento sobre como fazer isso, se eu sempre soube

como fazer isso?

Sorrindo! 

Lembrei-me que quanto mais sorrisos eu distribua na vida, mais vontade de

sorrir eu tinha. É como um ciclo vicioso. Seu corpo entende que você está

feliz, ele não te pergunta a razão da sua felicidade. Ele sabe, aceita, e te

motiva a querer mais.

Aceitei meu tamanho, pois eu sabia que eu poderia ser do tamanho que eu

quisesse.

Aceitei meu cabelo, eu sabia que eu poderia usá-lo como eu quisesse.

Aceitei meu corpo, eu sabia que minha alma tinha muito mais valor.

Aceitei meus defeitos, sabia que sem eles eu jamais teria encontrado minhas

maiores qualidades.

Aceitei que eu era quem eu era. Mas que, ainda assim, eu poderia ser quem eu

quisesse.

Sabe o que é isso? SE AMAR.

Aceitar a si mesma é o verdadeiro significado daquele “se ame” que sempre

diziam.

E quanto mais você se aceita, quanto mais você brilha, mais você ilumina tudo

a sua volta.

Não existe nada mais poderoso que um sorriso. Sorria nem que seja pra si

mesma, se olhe no espelho, veja a retribuição do seu sorriso, ele esta ali.

Já dizia a música “É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa

que existe”.